terça-feira, 29 de março de 2016

Defesa Comprometida, pelo Incorretamente Despolitizado

Os resultados apresentados pela cúpula de direção brasileira continuam a causar alvoroço dentro e fora do país, ampliando a crise iniciada em 2014 e que parece não ter fim.

Nesta terça-feira, o país viu mais uma grande desarticulação dominar o campo onde atuam seus representantes. Confortáveis com o peso mórbido de suas contas no exterior e carentes de uma liderança coesa e competente o suficiente para promover sinergia entre suas peças mais importantes, os astros tupiniquins demonstraram grande incapacidade para reverter o resultado negativo calcado por sua contínua desorganização.

Com isso, o Brasil permanece em baixa, indesejavelmente próximo de países menores como Peru, Colômbia e Paraguai, a despeito da riqueza de seus recursos e supremacia populacional no continente. Nessa hora, o peso da ausência de nomes de confiança, todos investigados dentro ou fora do país, pesa para a manutenção de uma pergunta que simplesmente não quer calar.

Afinal, você é a favor ou contra a saída de Dunga?


Nenhum comentário:

Postar um comentário